Descobrir como montar um pet shop é uma excelente alternativa para quem é apaixonado pelos bichinhos de estimação e busca uma opção lucrativa de negócio.

Afinal, os pets têm conquistado o coração dos brasileiros como nunca!

Em 2019, dados do Instituto Pet Brasil mostraram que a população pet chegou aos 139,3 milhões de animais. Com um crescimento de 5,2% em relação ao ano de 2013.

O que está relacionado com o número de filhos sendo reduzido e com os pets sendo considerados como integrantes da família.

Assim, como os pets são considerados parte da família, seus donos tendem a gastar um valor considerável com eles. Então, acompanhando este resultado está o mercado pet, que registra crescimento nos últimos anos.

Hoje, os donos de pets são muito dedicados e não medem esforços para cuidar de seus bichinhos! Só para exemplificar, o gasto médio com cada animal varia de R$189 a R$230 por mês.

Desse modo, em 2018, o faturamento do mercado pet no país chegou a 20,3 bilhões de reais, ocupando o segundo lugar no ranking mundial. Percebeu a oportunidade?

Portanto, se você anda pensando em como montar um pet shop e fazer parte desse mercado promissor, saiba que o artigo foi escrito para você!

Abaixo, você verá quais são os pontos que todo empreendedor deve considerar ao montar seu pet shop. Vamos lá?

 

Guia completo: veja o passo a passo de como montar um pet shop

Como montar um Pet ShopComo todo modelo de negócio, para saber como montar um pet shop de sucesso é importante se planejar muito bem.

Contudo, no caso específico do pet shop há outro fator que conta muito! Que é entender e escolher a estrutura que você vai utilizar e os serviços que vai oferecer.

Visto que, para cada tipo de serviço, existem alguns fatores importantes a se considerar. Tais como espaço, o equipamento, uma equipe com profissionais especializados e uma boa gestão de pessoas etc.

Portanto, vamos começar por aí, explicando um pouco sobre os diferentes modelos de pet shop.

Depois, você verá também outras dicas que servirão para qualquer que seja a estrutura escolhida por você. Confira!

 

Estrutura do pet shop e serviços oferecidos

A estrutura do seu pet shop dependerá dos serviços que você pretende oferecer nele. Então, é importante lembrar que existem alguns requisitos que devem ser cumpridos em cada caso.

Além disso, você pode se especializar em determinado serviço ou produto, ou ainda abranger mais de uma área de atuação.

Entretanto, a qualidade dos serviços e produtos deve ser alta, independente do que você optar.

 

# Como montar um pet shop com banho e tosa

O serviço de banho e tosa inclui lavar, secar e aparar os pelos de cães e gatos. Atualmente, esse é um dos serviços mais procurados e deve ser considerado na hora de montar seu pet shop.

Afinal de contas, como deve ser feito com periodicidade, é uma excelente alternativa para fidelizar clientes!

Entretanto, é importante lembrar que a legislação prevê que é preciso cumprir alguns requisitos para oferecer esse serviço.

Só para exemplificar, o espaço para banho e tosa deve ter no mínimo 8m² de área, ser ventilado e afastado do público.

Tanto para proporcionar conforto aos animais, quanto para evitar acidentes. Visto que nem todos os animais se comportam bem na hora do banho.

Também deve possuir sistema de escoamento de água ligado à rede de esgoto, paredes e piso impermeáveis e resistentes a produtos de limpeza.

Além disso, a legislação também obriga a ter monitoramento de vídeo e áudio nos locais onde ocorre o banho e tosa. Já que essa é uma medida para evitar maus tratos aos animais.

É também importante lembrar que esse serviço deve ser realizado por pessoas habilitadas por curso específico na área.

Por último, além do espaço e da equipe especializada, é necessário ter o equipamento correto para montar um pet shop com banho e tosa.

Que incluem:

  • Soprador: equipamento que faz a pré-secagem do animal, tornando o processo mais rápido e gastando menos energia.
  • Secador.
  • Máquina e lâminas de tosa: que devem ser de boa qualidade e ter manutenção regular. Além de serem manuseadas apenas por pessoas certificadas, uma vez que podem machucar os animais.
  • Mesa de tosa.

Todos os equipamentos devem ter manutenção periódica, além de serem desinfetados a cada uso.

 

# Como montar um pet shop com consultório veterinário

Na hora de montar seu pet shop, você pode optar por incluir um consultório veterinário. Atualmente, isso é muito comum!

Justamente, por oferecer a facilidade ao cliente de ter o serviço veterinário e de pet shop no mesmo local.

Portanto, isso é uma boa opção tanto para quem é veterinário, ou então, para quem está disposto a fazer uma parceria com um profissional da área. Até mesmo dividindo o aluguel do prédio, além da clientela.

Neste caso, é necessário que um médico-veterinário esteja disponível para as intervenções de baixa complexidade como consulta clínica, vacinação, curativos e aplicação de medicamentos.

Quanto à estrutura, é preciso uma sala de recepção e uma sala de atendimento, arquivo médico, armários para guardar equipamentos e remédios, e uma balança para a pesagem dos animais.

A sala de atendimento deve conter:

  • Mesa impermeável com sistema de drenagem, geralmente de aço inox.
  • Geladeira para armazenamento de vacinas e outros produtos que necessitem de temperatura controlada.
  • Pias para higienização de mãos e equipamentos.

Também é importante ressaltar que a legislação prevê que o pet shop tenha convênio com empresas responsáveis por recolhimento de cadáveres e resíduos hospitalares. Além de seguir todas as normas estabelecidas pelo Conselho Federal de Medicina Veterinária.

Além de tudo isso, é claro, você precisará do espaço, equipamentos e pessoal dependendo do que oferecerá no pet shop, em si.

 

# Como montar um pet shop com foco em comercialização de produtos

Atualmente, a maior parte do faturamento do mercado pet no Brasil vem de produtos para alimentação. Mas não pense que estamos falando apenas de ração!

Portanto, na hora de montar seu pet shop, você deve incluir uma boa variedade de produtos destinados aos bichinhos, dos mais básicos até os mais sofisticados.

Na alimentação, aposte em diversas opções de rações. As marcas devem ser variadas, assim como a indicação (rações para filhotes, adultos e idosos, light, pets com problemas de saúde, castrados), linha (premium, super premium, por exemplo) e preços.

Além das rações, invista em oferecer mimos como snacks, biscoitos, sorvete e até bebidas para os bichinhos.

Outros itens que podem ser comercializados são coleiras, camas, brinquedos, itens de higiene, vasilhames e casinhas.

Lembre-se que esse é um público que está disposto a gastar com seus animais de estimação. Portanto, encontrar opções de produtos que não são vendidos nos concorrentes, é uma excelente forma de conquistar clientes fiéis!

Para comercializar mercadorias, é necessário ter um espaço próprio para seu armazenamento. Rações devem ser guardadas em cima de estrados ou paletes, enquanto outras mercadorias podem ser colocadas em prateleiras.

Também se deve atentar para o caso de algum produto necessitar de temperatura controlada, sendo necessária uma geladeira para seu depósito.

Já a exibição desses produtos deve acontecer no salão comercial. Então, procure criar um espaço esteticamente agradável, com corredores e prateleiras organizados e sem poluição visual.

Por último, no salão, também será necessário ter um caixa e funcionários para atendimento aos clientes.

 

# Como montar um pet shop com hospedagem

A hospedagem de animais tem se tornado cada vez mais uma tendência no mercado! Só para exemplificar, hoje, existem start ups, como a PetAnjo e a DogHero, especializadas nesse tipo de serviço.

Portanto, essa pode ser uma ótima fonte de renda!

Já que a procura por esse serviço tem aumentado muito nos últimos anos. Sobretudo, quando as famílias vão viajar e precisam de alguém de confiança para tomar conta de seus animais de estimação.

Entretanto, ao optar por montar um pet shop com hospedagem é preciso ter em mente que esse serviço precisa estar disponível 7 dias por semana, 24 horas por dia.

Ademais, outro ponto importante é ter um espaço amplo disponível. Tanto interno quanto externo, para garantir conforto aos hóspedes.

A princípio, você pode oferecer hospedagem até mesmo em sua casa, mas isso limita o número de animais que podem ser hospedados ao mesmo tempo. O ideal é ampliar o espaço com a construção de canis e gatis, sempre seguindo as normas sanitárias apropriadas.

Os canis e gatis devem ser afastados uns dos outros, com espaços individuais. E a ventilação, iluminação, climatização e conservação das instalações precisam ser adequadas.

Além disso, você também pode oferecer uma área para lazer dos animais, com espaço para correr e brincar. Mas é claro, isso tudo reflete no valor gasto por você e também no valor do serviço, pago pelo seu cliente.

Por fim, vale destacar que é importante ter um veterinário ao dispor, no caso de acidentes. Além de outros profissionais, como, por exemplo, cuidadores.

 

# Como montar um pet shop com adestramento

Antes de tudo, para oferecer adestramento em seu pet shop, você precisa de um profissional da área.

O adestrador pode oferecer o serviço no pet shop, caso haja espaço. Ou então, você pode criar uma parceria com o profissional, para que ele trabalhe em seu local próprio ou na casa do cliente.

Atualmente, também vale destacar que existem diversos tipos de adestramento que podem ser oferecidos no seu pet shop. Por exemplo:

  • Adestramento básico e avançado: comandos como sentar, deitar e buscar objetos.
  • Adestramento para filhotes: focado em comandos básicos e feitos de forma mais leve, ensina a não morder móveis e a fazer as necessidades no local certo.
  • Treinamento grupal: o pet aprende comandos para se comportar em passeios e na presença de outros pets e pessoas.
  • Adestramento para cães de guarda: indicado para cães de médio e grande porte. Vale lembrar que deve ser feito com bastante cuidado, para que o animal não se torne perigoso para seus tutores.
  • Consulta comportamental: é analisada a relação entre pet e tutor. Então, são apontados comportamentos que devem ser modificados.
  • Adestramento publicitário e show dog: treinamento voltado para comandos como deitar, rolar, fingir de machucado e outros que são úteis para criação de peças publicitárias.

 

Escolha o seu ponto comercial

Escolha o seu ponto comercialAssim como qualquer negócio, para montar um pet shop é necessário fazer uma pesquisa da melhor região em sua cidade para abri-lo. Além disso, é preciso saber se há público para esse mercado e como é a concorrência na região.

Na prática, é possível montar o pet shop até mesmo em sua residência. Porém, a legislação própria deve ser respeitada e você deve ter em mente um plano de expansão do negócio, ainda que seja a médio ou longo prazo.

Entretanto, se você já tem o capital para investir em um local próprio para montar um pet shop, é importante considerar alguns fatores, de que vou falar abaixo.

A começar, pelo que citei acima, sobre os serviços oferecidos. Lembre-se que cada tipo de pet shop, pode exigir um determinado espaço, com condições específicas.

Por isso, comece avaliando se o ponto comercial escolhido permite que você faça o que deseja nesse aspecto.

Também é importante avaliar a concorrência. Embora os pet shops sejam algo comum, ter concorrentes muito próximos, pode não ser uma boa ideia.

A não ser que você trabalhe num shopping ou centro comercial, no qual haja um grande número de transeuntes.

Contudo, se esse não for o caso e você decida abrir seu pet shop num bairro residencial, o ideal é que você não tenha concorrentes muito próximos. Pois isso pode implicar num baixo número de clientes.

Lembre-se também de pensar na facilidade de acesso dos seus clientes ao pet shop. Visto que, eles precisarão ir de carro ao local, no caso de trazerem os animais.

Assim, você deve optar por um local com estacionamento próprio. Ou até mesmo pensar na possibilidade de fazer um convênio com um estacionamento próximo. Justamente, para poder oferecer desconto para seus clientes.

Por último, é claro, é necessário pensar no aluguel ou compra do imóvel e no quanto você pode pagar.

 

Crie seu diferencial de mercado

Crie seu diferencial de mercadoApós decidir quais serviços e produtos irá trabalhar ao montar um pet shop, é hora de definir seu diferencial de mercado.

Então, é importante que você, como empreendedor, esteja atento ao que pode agregar valor ao seu negócio. Além de atrair clientes, aumentar o gasto deles em sua loja e fidelizá-los.

Então, aqui vão algumas dicas e ideias na hora de criar o seu diferencial de mercado:

  • Ouça seu cliente: procure atender todas as necessidades de seus clientes. Você pode fazer isso por meio de pesquisas em sua própria loja.
  • Ofereça serviços em domicílio: hoje em dia, um sistema de leva-e-traz para o banho e tosa proporciona praticidade para o cliente que tem uma agenda cheia. Além disso, a entrega de outros produtos, como rações por delivery também são um diferencial.
  • Serviços sofisticados: essa é uma boa alternativa para quem for trabalhar com público com maior poder aquisitivo. Assim, tratamentos diferenciados como spa para cães e gatos são exemplos do que há de mais sofisticado no mercado pet.
  • Capacite seus funcionários e personalize o atendimento: Sem dúvida alguma, contar com pessoal capacitado, que passa segurança ao tratar com o cliente e que ama animais, agrega valor ao seu negócio! Além disso, manter um cadastro do cliente, com suas preferências e recompensas por fidelização são boas estratégias para garantir que ele retorne ao seu estabelecimento sempre que pensar em pet shop.
  • Considere a criação de uma loja virtual: Certamente, essa é mais uma opção de diferenciação. Além do fato de ter uma loja virtual para oferecer seus produtos, pode te ajudar a encontrar clientes no Brasil todo. Não apenas em sua região.

Desenvolva seu branding

Agora é hora de começar a pensar na criação da sua marca! Afinal, essa é uma das melhores formas de como montar um pet shop de sucesso!

Sendo assim, o nome do pet shop, seu logo e identidade visual devem transparecer os valores do seu empreendimento. Além de atrair seu público-alvo.

Quanto mais bem elaborada for sua marca, mais identificação seus clientes terão com a loja. A partir daí, é possível partir para a divulgação da sua marca, o que nos leva ao próximo passo!

 

Construa uma boa estratégia de divulgação

Construa uma boa estratégia de divulgaçãoA divulgação da sua loja é algo que te ajuda a atrair e conquistar muito mais clientes.

E para quem quer descobrir como montar um pet shop, vale usar dos mais diversos tipos de marketing para alcançar o seu público.

Desde anúncios em jornais, revistas, classificados e canais de televisão da sua cidade. Até estratégias do marketing digital, como marketing nas redes sociais, conteúdo sobre como cuidar do pet num blog e e-mail marketing.

Mas saiba que você pode ir um pouco além! Geralmente, os donos de pets são tão apaixonados que estão dispostos a usarem camisetas, colarem adesivos em seus carros…

Portanto, esteja certo de que ao oferecer um serviço diferenciado, seus clientes podem se tornar seus maiores divulgadores!

Na prática, você pode, até mesmo, criar um programa de fidelidade. E então, oferecer camisetas ou adesivos gratuitamente a partir do momento que o cliente faz determinado número de compras. Ou ainda, gastar um valor definido por você.

Além, é claro, de poder oferecer desconto nos seus serviços ou até mesmo alguns dos seus produtos como brinde! Super interessante, não é mesmo?

 

Agora você já sabe como montar seu pet shop!

Com tudo isso em mente, é hora de por a mão na massa e criar o seu plano de ação para montar um pet shop.

Entretanto, não se esqueça de estar sempre atento às oportunidades. Bastante estudo, planejamento e um pouco de flexibilidade são a fórmula do sucesso de qualquer negócio!

Gostou dessas dicas? Então, deixe seu comentário abaixo me contando qual delas você acredita ser mais importante na hora de criar o seu pet shop.

Sobre o Autor

error: Conteúdo protegido !!