Você anda considerando a alternativa de montar uma loja virtual?

Então, você já deve saber que, hoje, essa é uma opção de negócio altamente lucrativa. 

Entretanto, não basta comprar produtos, começar a divulgar e esperar que as vendas aconteçam! 

Como todo e qualquer negócio, uma loja virtual exige um bom planejamento. 

Mas se você não sabe, ao certo, por onde começar, não se preocupe! 

Neste artigo, você vai descobrir todo o passo a passo de como montar sua loja virtual. Vamos lá? 

 

Afinal, por que montar uma loja virtual? 

Loja Virtual: como montar e estratégiasAntes de tudo, quero falar um pouco sobre as vantagens e benefícios de escolher trabalhar com o e-commerce. 

Acima, eu disse que essa pode ser uma opção bastante lucrativa, certo? Agora, deixa eu te mostrar alguns dados. 

Segundo uma pesquisa realizada pela Ebit/Nilsen, no primeiro semestre de 2019 o e-commerce no Brasil apresentou uma taxa de crescimento de 12%, em comparação com o primeiro semestre de 2018. 

A estimativa para o segundo semestre de 2019 é que as vendas atinjam a marca de R$ 59,8 bilhões de reais gerados em vendas. 

Sem dúvida alguma, o e-commerce é uma das áreas de mercado mais atrativas atualmente! 

Mas isso não é tudo! Há também o fato de que montar uma loja virtual é muito mais barato do que uma loja física. 

Visto que, com a loja física você teria gastos com o aluguel de um prédio comercial, além das contas relacionadas a ele. Como água, energia etc. 

Além disso, muitas vezes, criando uma loja virtual, você pode ficar responsável por toda ou pela maior parte do processo. O que quer dizer que os gastos com funcionários também diminuem bastante. 

Na prática, é possível começar apenas com o estoque e a plataforma da sua loja. O que faz com que você possa começar seu negócio gastando pouco. 

Por último, há duas grandes vantagens que quero destacar. Que é o fato de que uma loja virtual funciona 24 horas por dia. E que o consumidor conta com a facilidade e comodidade de comprar sem sair de casa.  

Por tudo isso, as chances de vender muito mais e faturar alto são grandes! 

 

Como montar uma loja virtual passo a passo 

Como montar uma loja virtual passo a passo Agora que você já viu algumas das principais vantagens de trabalhar com o e-commerce, vamos à parte prática. 

Abaixo, você vai ver o passo a passo de como montar sua loja virtual. Contudo, é importante destacar que esses passos são, muitas vezes, complementares e dependem um do outro. 

Entretanto, eles foram separados aqui, de forma didática, para que você entenda o processo mais facilmente. 

Além disso, você vai conferir diversas estratégias de como realizar esse passo a passo e também diversos exemplos, para que você possa entender todo o processo. 

Confira abaixo o passo a passo:  

 

#Comece pela pesquisa de mercado 

Se você está pensando em criar uma loja virtual, talvez, já tenha uma ideia do que quer vender, certo? 

É possível que você queira transformar seu conhecimento em decoração num negócio lucrativo. Ou ainda que queira transformar a paixão pelo seu time de futebol em fonte de renda, vendendo artigos relacionados a esse time. 

Mas será que há procura no mercado por esses produtos? 

É, justamente, para responder a essa e outras perguntas importantes que o primeiro passo de como montar uma loja virtual, é fazer uma pesquisa de mercado. 

Sendo assim, o objetivo dessa pesquisa é entender a demanda pelos produtos que você deseja vender. Ou até mesmo, ter ideias, se você ainda não pensou nisso. 

Se quiser saber com mais detalhes como você pode fazer esse estudo, leia também este artigo: 

Estudo de mercado: como fazer e os elementos fundamentais. 

Além disso, um bom estudo de mercado vai te ajudar saber, por exemplo, quem serão os seus concorrentes.  

A partir desse dado, você pode pesquisar, por exemplo, quais são os produtos que tem maior e menor índice de vendas. O que te ajuda a investir seu dinheiro nos produtos certos. 

Além de poder também avaliar quais são os pontos fortes e fracos desses concorrentes. Em quesitos como tempo de entrega, descontos oferecidos, formas de divulgação etc. 

Perceba que tudo isso, vai te dar as bases necessárias para que você crie o seu negócio e para que você siga os passos abaixo. 

 

#Delimite o seu nicho de mercado 

Baseado nos dados encontrados na pesquisa de mercado é hora de escolher o seu nicho. Ou seja, o grupo de pessoas que você quer atingir. 

Aqui é importante lembrar que, o nicho poderá ser mais ou menos abrangente, dependendo do quanto você pode investir e da forma que quer trabalhar. 

Para exemplificar, uma loja de decoração pode trabalhar com diversos itens. Tais como: quadros, luminárias, vasos para plantas etc. 

Ou, pode também trabalhar com apenas quadros, com diversos designs, tamanhos etc. 

O mesmo vale para uma loja de roupas femininas, que pode trabalhar com vestidos, camisetas, calças etc. Ou pode, por exemplo, vender apenas vestidos. 

É importante destacar que uma tendência atual está nos micro nichos. Hoje, é comum encontrarmos lojas que se especializem na venda de, por exemplo: 

  • Camisetas de super-heróis, em vez de trabalhar com moda, em geral. 
  • Moda plus size, em vez de oferecer roupas de todos os tamanhos. 
  • Vestidos de noiva, em vez de vestidos. 
  • Sapatos sociais, em vez de calçados, em geral. 

Perceba que, nesse caso, a ideia é trabalhar com um público bastante especializado. Mas que, apesar disso, a demanda no mercado é grande. 

Além disso, na hora de escolher seu nicho de mercado, há um erro que você deve evitar. Que é o de escolher produtos sazonais. 

Ou seja, aqueles produtos que têm um pico de vendas em determinada época do ano. Como, por exemplo, decoração de natal, ovos de páscoa, biquínis, cachecóis, material escolar etc. 

Nesse caso, é importante diversificar os produtos, para que você possa vender ao longo do ano todo. 

 

#Escolhendo os produtos certos 

Ao delimitar o seu nicho, no passo acima, você já deve ter uma ideia do que vai vender. Você pode, por exemplo, ter escolhido trabalhar com moda, ou apenas com vestidos de formatura. 

Agora, é hora de pensar nos produtos de forma mais específica. E começar a escolhê-los. 

Isto é, mais do que avaliar qual o tipo de produto, também é importante pensar nas características desses produtos. 

Digamos, por exemplo, que você queira vender suplementos alimentares, cuja demanda é grande nos últimos anos. 

Ao saber quais são os suplementos mais vendidos no Brasil, você consegue investir de forma mais inteligente e começar a ganhar dinheiro na internet

Além disso, aqui também entra um pouco da ideia dos nichos e micro-nichos. Visto que você pode vender suplementos, em geral.  

Ou pode especializar sua loja em suplementos para mulheres, ou para idosos. Há também suplementos proteicos, termogênicos, antioxidantes… 

A ideia é ir afunilando as características dos produtos que você vai vender. Para que você possa ter um estoque considerável. Levando em conta também o orçamento que você tem disponível. 

Outro detalhe muito importante é a qualidade. Afinal, vender produtos ruins só vai prejudicar a imagem do seu negócio. Além de prejudicar seus clientes. 

Portanto, procure conhecer os produtos antes de compra-los em quantidade. E tome cuidado se você vai comprar produtos pela internet.  

Muitas vezes, os produtos parecem bons na foto, ou na descrição, mas quando a encomenda chega, você acaba tendo uma surpresa ruim. E se você tiver comprado em grande quantidade, o problema é maior ainda… 

Aqui também é importante fazer uma boa avaliação dos possíveis fornecedores. Analisando a qualidade; o preço e o tempo de entrega, no caso de você precisar de mais produtos em seu estoque. 

 

#Criando sua plataforma online 

O próximo passo de como montar a sua loja virtual é criar sua plataforma online. Ou seja, o site da sua loja. 

Hoje, existem muitas opções nesse quesito. É possível, em primeiro lugar, contratar um profissional ou uma empresa especializada para fazer isso por você. 

Contudo, a questão é que você ficará dependente. Visto que, se houver algum problema no site e você não souber resolver, terá de contatar esse profissional ou empresa. 

Outra opção é a criação de uma loja virtual através do WordPress e de um plug-in, como o Woo Commerce. Nesse caso, você também precisará de uma hospedagem de sites e de um domínio. 

A maior vantagem dessas duas opções que citei acima é que você tem mais controle. O que não acontece nas opções que vou citar abaixo. 

Entretanto, a desvantagem é que isso exige uma dose de conhecimento técnico. A boa notícia é que existem muitos cursos na área que ensinam todo o passo a passo de como criar o site da sua loja. 

Por último, uma terceira opção é a utilização de uma plataforma especializada. Como, por exemplo, a Loja IntegradaBoxLojaNuvemShop, ou LojaVirtual

Sendo que essas plataformas são mais simples de usar. Mesmo para quem não tem muita afinidade com a internet. Já que, geralmente, elas possuem templates disponíveis ou contam com tutoriais.

Contudo, o pagamento delas costuma ser mensal. E você pode acabar pagando mais caro do que pagaria com o Wordpress. 

Portanto, para escolher, avalie as opções e defina o que é melhor para você no momento. 

 

#Não se esqueça do branding 

O branding se refere ao gerenciamento da sua marca. Assim, ele envolve, por exemplo, os processos de criação do nome, do logo, do design do seu site, da linguagem utilizada na sua comunicação, da paleta de cores etc. 

O poder do branding, portanto, está no fato de que você deixa de ser apenas uma loja e passa a ser uma marca. 

Como consequência, o reconhecimento no mercado se torna maior. O que também influencia nas vendas, a curto e, sobretudo, a longo prazo. 

Na hora de pensar em todos esses itens que citei acima é importante ter bem definida quem será sua persona.  

Visto que o objetivo do branding é sempre fazer com que sua persona possa se identificar com sua marca. E, assim, comprar seus produtos. 

Esse é um passo que muita gente que tem uma loja virtual não dá a devida atenção. Portanto, ao trabalhar com o branding, você aumenta suas chances de sair na frente da concorrência. 

 

#Faça o planejamento financeiro 

O planejamento financeiro também é um passo essencial para qualquer negócio de sucesso. Por isso, antes mesmo de começar a gastar dinheiro, faça as contas! 

Lembre-se que os gastos não serão apenas com a aquisição dos produtos. Além destes, você terá gastos com a criação e manutenção da sua plataforma. 

E, se possível, também investirá em profissionais para ajudá-lo. Seja funcionários para sua loja online, web designers, profissionais de marketing etc.  

Por isso, o ideal é ir fazendo o seu planejamento financeiro conforme você for realizando os outros passos que citei neste artigo. 

Para que, já ao começar, você saiba o quanto vai gastar e também o quanto vai precisar mensalmente, para manter a sua loja funcionando. 

 

#Divulgue nas redes sociais 

Uma das melhores estratégias para ter retorno rápido com sua loja virtual é a divulgação nas redes sociais. 

Sendo que, hoje, as mais indicadas nesse caso são o Facebook e, sobretudo, o Instagram. 

Por isso, crie o seu perfil ou página e comece a postar regularmente. Além de postar fotos dos seus produtos, você também pode postar conteúdo com dicas em seu nicho.  

Esse pode ser um grande diferencial para te ajudar a conquistar novos clientes. Já que a maioria dos lojistas posta apenas fotos dos produtos. 

Se você for trabalhar, por exemplo, com calçados femininos, pode criar postagens sobre quais são as tendências da estação, sobre como cuidar dos calçados para que eles durem mais etc.  

Seja criativo! Desse modo, você terá seguidores engajados com suas postagens. E, consequentemente, na hora de comprar, as chances deles se lembrarem da sua loja serão muito maiores. 

 

#Crie uma estratégia de e-mail marketing 

O e-mail marketing é uma ferramenta poderosa para quem trabalha com o e-commerce. 

Esta pesquisa afirma que mais de 40% das pessoas que utilizam e-mail compram, pelo menos, 1 vez ao ano, um produto sobre o qual receberam um e-mail promocional. 

Portanto, este é um canal que não deve ser deixado de lado. Entretanto, é preciso tomar cuidado para não virar spam. 

Por isso, é importante testar o que funciona melhor para os produtos que você vende. Teste, por exemplo, a frequência de envio, o layout, os títulos, as cores utilizadas etc. 

Além disso, teste também algumas estratégias de vendas. Como, por exemplo, enviar um código promocional, oferecer desconto na compra de mais de 1 produto, ou criar um programa de fidelidade. 

 

Agora você já sabe como montar sua loja virtual! 

Nesse artigo você descobriu o passo a passo de como criar sua loja virtual. Além disso, viu diversos exemplos e estratégias. 

Como você viu acima, essa é uma opção que pode se tornar bastante lucrativa atualmente. Entretanto, a concorrência em alguns nichos é alta! 

Por isso, é importante pensar bem nos produtos que você vai oferecer. E também pensar em estratégias para se diferenciar no mercado. Como, por exemplo, usando o branding, o e-mail marketing e as redes sociais, como citei acima. 

Com tudo isso, tenha certeza de que você conseguirá faturar alto! 

Gostou desse conteúdo? Então, assine minha newsletter para continuar aprendendo tudo sobre o empreendedorismo digital. 

Sobre o Autor

error: Conteúdo protegido !!