Nos últimos tempos, aprender como montar um brechó tem se mostrado como uma excelente alternativa. Sobretudo, por 2 fatores.

Em primeiro lugar, temos a questão da crise econômica, que fez muita gente começar a pensar 2 vezes antes de gastar dinheiro.

Em segundo lugar, vivemos um momento em que o consumo desenfreado, que começou graças à industrialização da moda e da produção de peças em grande escala é questionado.

Aliás, só para exemplificar, dados de 2017 afirmam que a cada ano são gerados cerca de 170 mil toneladas de lixo têxtil no Brasil.

Contudo, nas últimas décadas, temos o fato de que os jovens estão cada vez mais engajados na causa ambiental. Consequentemente, eles preferem comprar num brechó para diminuir o impacto causado no meio ambiente.

Por tudo isso, mais do que nunca, montar um brechó pode se tornar um negócio altamente lucrativo!

 

Veja o passo a passo de como montar um brechó

Como montar um brechóAlém dos 2 fatores citados acima, os preços acessíveis e o consumo consciente, há outro motivo por que as pessoas compram num brechó.

Muitas vezes, elas buscam peças exclusivas. Já que, na prática, nossas roupas e nosso estilo ajudam a mostrar ao mundo quem somos.

Assim, parte do público de um brechó é constituído por pessoas que possuem um estilo próprio. E que nem sempre corresponde ao que está na moda atualmente.

Isto é, essas pessoas não querem comprar uma peça de roupa de uma loja que vende outras dezenas ou centenas de peças iguais. Mas sim, algo único!

Então, é preciso ter isso em mente antes de começar a comprar as peças. Como sempre, um bom planejamento é um passo essencial para a criação de um negócio de sucesso.

Portanto, se você quer aprender como montar um brechó, confira o passo a passo abaixo e comece a se planejar!

 

1. Defina o seu diferencial de mercado

Antes de tudo, para montar um brechó de sucesso e faturar alto, não basta sair comprando tudo o que encontrar pela frente!

É preciso definir o tipo de brechó que você quer montar, ou seja, começar a pensar, desde já, na clientela que você quer atrair. Através do seu diferencial de mercado.

Isso é importante, pois, na maioria das vezes, quem vai ao brechó não quer encontrar apenas roupas mais baratas, que poderiam facilmente ser adquiridas num shopping ou numa loja qualquer.

Na prática, isso te ajuda a encontrar clientes qualificados. Isto é, pessoas que, realmente, se interessem pelo que você tem a oferecer.

Atualmente, alguns dos tipos de brechó que mais estão em alta são:

 

# Brechó infantil e/ou brechó para gestantes

Um brechó infantil pode ser uma boa ideia porque as crianças perdem roupas rapidamente.

Na prática, isso quer dizer que é possível encontrar muitas roupas por um bom preço e que foram pouco usadas.

Além disso, a demanda também é grande! Justamente, porque as crianças crescem rapidamente e muitas mães preferem economizar na compra por essa razão.

Outra tendência similar são os brechós para gestantes. Que também é uma boa opção porque essas roupas serão utilizadas por pouco tempo. Na prática, isso quer dizer que será fácil comprar roupas e também será fácil vendê-las.

 

# Brechó com peças de marca

A segunda opção é criar um brechó com peças das grandes marcas de luxo.

Assim como na opção anterior, por serem compradas por público com maior poder aquisitivo, essas peças são usadas poucas vezes.

Além disso, quem vende nem sempre está muito preocupado em fazer um bom negócio. Apenas em abrir espaço no guarda-roupa para as novas peças da estação.

Quanto à clientela, é preciso ter em mente que você atenderá pessoas que gostam de estar na moda. Mas que acreditam na ideia do consumo consciente. Além de estarem dispostas a pagar um pouco mais pelas peças.

 

# Brechó vintage

Nos últimos anos, o estilo vintage ou retrô tem feito sucesso.

Portanto, se você deseja trabalhar com esse tipo de brechó é preciso encontrar peças antigas, raras e exclusivas.

 

# Brechó com peças personalizadas e únicas

Para quem tem talento para a costura, bordado e restauração de peças, essa é uma excelente opção!

Assim, nesse caso, seu trabalho não será apenas o de encontrar peças lindas. Mas também o de criar algo único! Transformando peças antigas em algo novo e exclusivo.

 

2. Pense na estrutura do brechó

Pense na estrutura do brechóEm segundo lugar, é preciso pensar na sua estrutura. Seja ela física, virtual, ou ambas.

Algo comum é que as pessoas criem um brechó na própria casa, num cômodo sobrando, ou mesmo na garagem. Obviamente, essa é uma boa forma de reduzir os custos na hora de começar.

Contudo, é importante avaliar bem essa alternativa! Visto que é essencial ter um local bem organizado e, preferencialmente, separado do resto da casa.

Outra opção é o aluguel ou compra de um ponto comercial. Aqui, a indicação é sempre de encontrar um local acessível. Preferencialmente, perto de outras lojas comerciais, ou num ponto estratégico em relação ao público que você quer atrair.

Entretanto, outra alternativa que vem ganhando cada vez mais espaço são os brechós online. Que vendem através de uma loja virtual, ou mesmo das redes sociais.

Nesse último caso, como o único contato que os clientes terão com as peças será virtual, é importante cuidar desse aspecto. Tirando fotos de qualidade, que mostrem bem as peças e até mesmo combinações de looks.

 

3. Garimpar é a palavra de ordem!

Independentemente do modelo de negócio, a escolha dos produtos é algo muito importante. No entanto, para quem quer descobrir como montar um brechó, isso importa ainda mais!

Visto que, na maior parte dos casos, você vai acabar escolhendo peças únicas. Diferentemente de uma loja de roupas convencional, para a qual as peças são compradas em quantidade.

Além disso, também é preciso estar atento à qualidade das peças. Que precisam estar em bom estado, sem rasgos ou manchas.

Então, vale começar procurando no próprio guarda-roupa e também nos guarda-roupas de familiares e amigos.

Na verdade, para quem tem pouco dinheiro para começar, essa é a melhor alternativa. Visto que o dinheiro das primeiras vendas pode ser reinvestido na aquisição de novas peças.

Também vale pesquisar por bazares e até mesmo garimpar em brechós de cidades grandes.

Além disso, nos marketplaces, como o Mercado Livre ou OLX é possível encontrar lotes de roupas.

Nesse caso, o ideal é começar optando por compras pequenas e ir avaliando a qualidade e o estilo daquilo que você recebe. Muitas vezes, mesmo que você não goste de todas as peças, isso compensa, por conta do preço.

Por último, outra opção é procurar por brechós online que vendem no atacado. Dessa maneira, você compra as roupas com um bom preço e recebe sem sair de casa.

Assim, com o tempo e uma boa dose de paciência na hora de garimpar, você acaba criando sua lista de fornecedores de confiança.

 

4. Cuidado com o controle de estoque

Cuidado com o controle de estoqueJustamente pelo fato de trabalhar com peças únicas, o controle de estoque do brechó é algo essencial para o sucesso do seu negócio.

Tanto pelo fato de que você precisa ter novidades constantemente. Para que aquela clientela fiel esteja sempre passando na loja.

Quanto pelo fato de que, anunciar um produto que já foi vendido, pode acabar deixando clientes insatisfeitos! Sendo assim, isso é algo muito importante, sobretudo, para quem vai vender online.

 

5. Divulgação importa e muito ao montar um brechó

Sem dúvida alguma, esse é um passo essencial de como montar um brechó de sucesso!

Então, vale apostar na divulgação na sua cidade para atrair clientes. Através de outdoors, anúncios em jornais e rádio local.

Mas, sobretudo, na divulgação online, mesmo que você não venda pela internet, isso vai te ajudar a ter acesso a um público muito maior.

Portanto, o ideal no caso do brechó é optar por redes sociais, como o Facebook, que tem um grande público.

Além do Instagram, que é uma rede social voltada para a divulgação de fotos. E na qual os brechós costumam fazer muito sucesso e encontrar muitos clientes em potencial.

 

6. Trabalhe com a fidelização de clientes

Trabalhe com a fidelização de clientes do brechóAssim como todo modelo de negócio, criar um brechó também tem seus desafios. Talvez, o maior deles é que, infelizmente, os brechós ainda geram certa desconfiança e nem sempre são bem vistos pelo grande público.

No entanto, isso não deve ser um motivo para desanimar! Apenas um desafio específico dessa modalidade de negócio.

Então, uma das saídas para enfrentar esse desafio é, justamente, fidelizar seus clientes!

Afinal de contas, você já sabe que essas pessoas estão interessadas naquilo que você tem a oferecer, certo?

Sendo assim, é preciso estabelecer estratégias para isso. Só para exemplificar, ter um cadastro dos clientes é sempre uma boa alternativa.

Nesse cadastro, além de dados pessoais é importante anotar as preferências do cliente e uma forma de contato. Seja ela por telefone, e-mail, ou mesmo um perfil nas redes sociais.

Já que, desse modo, sempre que você tiver algumas peças pelas quais seu cliente possa se interessar, você pode entrar em contato.

 

Animado para montar o seu brechó?

Hoje, você descobriu o passo a passo de como montar um brechó. Como você viu, atualmente, essa pode ser uma excelente escolha para quem busca montar um negócio.

Afinal, você pode começar com um baixo investimento. Apesar disso, com a ajuda das redes sociais, pode vender muito!

Espero que você tenha gostado dessas dicas e que esteja animado e preparado para montar o seu brechó.

E se gostou desse conteúdo, compartilhe-o nas redes sociais. Afinal, em tempos tão complicados do ponto de vista econômico, seus amigos também podem estar procurando uma forma de empreender gastando pouco!

Sobre o Autor

error: Conteúdo protegido !!